14/09/2021 às 20:41 Artigos

Como encontrar seu estilo na fotografia

19
6min de leitura

Olá pessoal, esse é um tema muito recorrente por aqui, uma das principais perguntas que eu sempre recebo em minhas redes sociais, então para ajudar a responder de uma maneira mais efetiva, preparei esse artigo com muito carinho, mas se você preferir, lá embaixo, tem esse mesmo conteúdo em vídeo.

É só você escolher a maneira que mais gosta e absorver todo conteúdo que tem aqui.

Espero que gostem!


Bom, esse é um assunto mais subjetivo do que prático, então para essa conversa ficar um pouco mais didática, eu resolvi dividir por tópicos. Vamos lá!

Como encontrar seu estilo na fotogtafia. 1) Conheça você mesmo - @kikarodriguesfoto

Eu começo com esse tópico porque na minha opinião, sem dúvida nenhuma, é o mais importante de todos.

E esse é o típico papo “terapia” mesmo. Então separa um tempinho pra você refletir sobre seus valores como pessoa e empresária. Volta lá no início e se recorde do porque você começou a fotografar, o que te motivou a escolher a fotografia, se mudou de carreira, porque deixou uma vida estável para trás e iniciou outra jornada...

Tudo isso vai te dar a reposta do seu propósito com a fotografia, agora nessa nossa receitinha, adiciona ai a tua essência. Aquilo que você realmente gosta, como cores, texturas, intensidade de luz, cheiros, sabores, etc. Geralmente a nossa infância é um prato cheio para essa busca.

Essa combinação que é só sua, fará você dar seu toque às suas imagens, e a partir desse momento, elas passam a receber a sua identidade. O teu jeito de ver o mundo.

Tem uma frase do fantástico Sebastião Salgado que diz:

Você não fotografa com a sua máquina, você fotografa com a sua cultura.

Sebastião Salgado

E aqui entenda cultura como tudo que você já viveu. Não apenas filmes, museus, exposições, cursos, etc. mas todas as suas vivências.

É tudo isso que torna você único.

O exercício proposto aqui não é fácil e as suas fichas não vão cair todas de uma vez... mas quanto mais você se permitir praticar, mais fácil será você encontrar a sua estrada, nesse labirinto cheio de possibilidades que é a arte e fotografar.

Com certeza você tem as suas. Itens salvos no instagram, pastas e mais pastas no Pinterest, etc.

Mas você sabe mesmo o porquê essas imagens te atraem tanto? O que elas têm em comum que tanto você gosta? É composição? Ângulo? Direção ou pose/posicionamento? Luz? Cores? Atmosfera?

Pois é minhas amigas, alguma coisa em comum elas têm, e uma vez identificando isso, você vai entender o exatamente te agrada. E sabe por que esses aspectos te agradam tanto? É porque eles tem conexão com a sua essência, tocam seu coração...

Então agora o exercício é: Mãos à obra! Vamos aplicar essas características na sua fotografia!

E agora adentramos num campo que se não tomarmos o devido cuidado, podemos cair na vala comum da cópia, e esse é um assunto que rende muito, e eu não vou me ater ao certo e errado de se copiar, só vou te dizer 1 coisa:

Copiar é diferente de se inspirar:
Copiar é fazer exatamente a mesma coisa que a colega fez e assumir ser eternamente a cópia da fulana. Se inspirar é extrair os aspectos que te agradam e aplicar na sua fotografia, com o plim que só você tem.

Kika Rodrigues

Exemplo, eu gosto muito do trabalho da Lola Melani e todas as vezes que eu vou fotografar uma gestante eu dou uma espiadinha na página dela. Mas se você entrar lá agora, verá que as minhas fotos e as dela são completamente diferentes, mas a luz que ela usa, eu amo e super me inspiro. Deu pra entender?

E isso as vezes acontece em cursos. A pessoa te ensina a fazer o que ela faz, e ai você sai de lá achando que isso é técnica quando na verdade é estilo, ai fica um monte de gente fazendo o mesmo trabalho da professora... Cuidado! Aprenda o que a pessoa faz e traga isso para o seu mundo.

E para sair do convencional e não ser mais do mesmo, tenta se desprender das pessoas da moda, das tendências... Isso pode ser a maior furada, porque todo mundo segue as mesmas pessoas e todas acabam sendo influenciadas pelo sucesso que a outra faz e voltamos ao que eu acabei de dizer, sai todo mundo fazendo a mesma coisa pra surfar a onda da famosa.

Lembre-se você precisa ser você para ter a sua identidade.

Kika Rodrigues

Eu gosto de sempre fazer essa comparação, sabe caligrafia? Aqui é a mesma coisa. Para quem te conhece, você não precisa assinar o bilhete ou carta que escreveu, quem ler saberá que é a sua letra.

Estilo fotografico Kika Rodrigues

Sua fotografia precisa ser assim também. Quem olhar vai reconhecer ainda que não tenha o seu logo.


Nossa, não é que isso até que é bem técnico, mas sabia que diz muito sobre você?!

Há anos eu escuto minha mãe dizendo, "nossa Kilma é tudo tão nude, marrom, preto... Você só se veste assim, tudo tão sério, tão simétrico. Afff... Não tem um floridinho, um coloridão ai nesse seu guarda-roupa...."

Não, não tem! Bom, acho que não tinha um exemplo mais claro pra eu ilustrar o poder da paleta de cores, não é mesmo!

Eu amo cores, mas em tons terrosos. Amo a sobriedade que eles trazem. Nunca gostei de brilho, purpurina, tudo muito claro.... e isso está refletido na minha fotografia. Seria uma incoerência eu ser toda brilho e ter um feed igual ao meu, ou o contrário... que um dia já foi. Um cenário cheio de coisas, logo eu tão minimalista que sou. Tava errado, eu olhava tudo aquilo e até achava bonito, mas não era eu, então vou abordar melhor esse assunto já já.

Enquanto isso, veja a minha paleta:

Eu não sabia do poder das cores e no vídeo, eu conto a minha história com o fundo preto, mas saiba, cada cor tem um significado e traz uma sensação diferente. Isso significa que eu nunca usaei rosa ou amarelo por exemplo? Claro que não! A paleta diz quem você é, no que você acredita e sobretudo, te norteia no uso de todo o círculo cromático. Eu uso rosa sim, só que rosa chá, rosa velho e não pink. Amarelo, vira areia, bege, mostarda, ocre e não amarelo ovo.

Deixando isso claro para a sua audiência, você já alinha boa parte das expectativas!

Quais são os seus valores? O que vc tem a dizer pro mundo?

É pregar o amor entre as famílias? Defender uma infância livre? Empoderar as mulheres? É fazer pensar? Sei lá... seja qual for o seu discurso de mundo, isso vai refletir na sua fotografia.

Por que você acha que tem gente fotografando gestantes como fadas e outras como mulherão? Porque cada uma tem um discurso da gestação, cada uma vê isso da sua forma e assim o comunica com a sua arte.

Pode parecer bobo, mas não é não. No fundo você sabe o que tem a dizer, então bota pra fora, sem medo de julgamento. Quanto mais você se permitir ousar, se mostrar, mais autoridade você terá no nicho que estiver, e estará sempre um passo a frente de quem nunca nem parou para pensar sobre isso.

Ai você pode estar ai do outro lado lendo tudo isso e pensar... Affff... essa kika só pode tá louca, se eu fizer tudo isso eu perco todos os meus clientes!

E eu te digo, calma! Eu também já senti esse medo!

A transição é lenta, você não precisa tocar fogo nas coisas que tem ai e sair chutando o balde, vai apresentando suas propostas aos poucos para a sua audiência. Mostre um projeto novo, depois outro, dê opções de fazer no novo estilo ou no antigo.

Mude seu discurso e vá postando só aquilo que você quer vender a partir de agora, e aos poucos sabe o que vai acontecer?

Você vai criar seu mercado. Alguns clientes vão curtir a sua transição e vão continuar contigo, outros naturalmente te deixarão, mas muitos outros virão interessados exatamente no que você está propondo, e o melhor, virão porque desejam o trabalho que só você faz, independente de quanto isso custa.

Sabe por quê? Porque seu trabalho tem razão de ser. Tem essência, tem alma e isso minhas amigas não tem preço! Tem valor.


Bem espero que vocês tenham gostado desse conteúdo e que ele ajude vocês a encontrar sua estrada, assim como eu encontrei a minha. Isso é libertador, chega de ficar se comparando com a concorrência. Você é você e isso é o que realmente importa.

E vamos fazer esse conteúdo chegar ao máximo de pessoas possível. Compartilha ai com seus amigos!

Beijos e até a próxima!


Se você quiser assistir esse mesmo conteúdo, com pitadas de humor e um o pouco mais de histórias, assista ao vídeo!


14 Set 2021

Como encontrar seu estilo na fotografia

Comentar
Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Copiar URL

Quem viu também curtiu

18 de Ago de 2021

4 dicas de como organizar e gerenciar suas redes sociais.

07 de Nov de 2018

Mini Ensaio de Natal 2018

13 de Ago de 2021

Gestante

Olá!!! Seja bem-vinda ao nosso site!!! Aproveite a visita e conheça mais do nosso trabalho. Se quiser conversar, estamos por aqui, é só chamar!
Logo do Whatsapp